Acesse o estudo completo sobre os impactos da lama da Samarco feito por pesquisadores da UFES

Até o momento entregue somente para o ICMBio, conseguimos acesso e autorização da UFES para divulgar com exclusividade o estudo “Monitoramento da influência da pluma do Rio Doce após o rompimento da Barragem de Rejeitos em Mariana/MG – Novembro de 2015: Processamento, Interpretação e Consolidação de Dados“.

Acesse aqui o relatório completo.

São 254 páginas de análise em que a equipe de 27 pesquisadores coordenados pelo Dr. Alex Cardoso Bastos, do departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo, detalham os resultados alcançados após os 8 levantamentos in loco realizados no Rio Doce de novembro de 2015 a dezembro de 2016.

É o mais completo estudo já realizado sobre o impacto da lama da Samarco no Rio Doce e no Oceano Atlântico, incluindo o Banco de Abrolhos, que começa na foz do Doce (algo que poucos lembram), área de maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul, com a mais extensa presença de recifes de coral do Brasil e o maior banco de algas calcárias do mundo.

Para ler com atenção. Em breve, no Miniver, entrevista com os pesquisadores abordando os principais pontos do estudo.

Foto: Giulio Paletta / Revista Hardcore

Maurício Angelo

Jornalista investigativo especializado em mineração, Amazônia, Cerrado e conflitos socioambientais. Fundador do Observatório da Mineração. Como freelancer, publicou matérias na Mongabay, Repórter Brasil, Intercept Brasil, Pulitzer Center, Thomson Reuters Foundation, Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP), Unearthed, Folha de S. Paulo, UOL, Investimentos e Direitos na Amazônia e outros. Vencedor do Prêmio de Excelência Jornalística da Sociedade Interamericana de Imprensa (2019).

3 thoughts to “Acesse o estudo completo sobre os impactos da lama da Samarco feito por pesquisadores da UFES”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *