4 anos depois e contra estudos, Vale e BHP investem em propaganda para negar que o Rio Doce segue contaminado

A disputa de narrativa sobre os impactos causados pelo rompimento da barragem de Fundão em Mariana (MG), de propriedade da Vale e da BHP Billiton, começou no mesmo instante em que os 40 milhões de metros cúbicos de lama tóxica se espalharam por 600km até o litoral do Espírito Santo e da Bahia. Desde 05 […]

Leia Mais

Conflitos por água aumentam 240% em MG após tragédia ambiental de Mariana

 Amanda Navarro, para o Esquerda Diário Dois anos depois do maior crime ambiental que destruiu a cidade de Mariana, em Minas Gerais e o Rio Doce, que teve como responsável uma das maiores empresas de mineração do Brasil, a Samarco, as populações que dependem de abastecimento de água do rio afetado continuam colhendo as consequências deste […]

Leia Mais

Falta transparência sobre os impactos da lama da Samarco no ecossistema, afirma pesquisador da UFES

Renato Neto é um dos pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) responsáveis pelo mais completo estudo feito até o momento sobre os impactos da lama da Samarco no Rio Doce, que foi entregue em julho ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio. Neto, que é PhD em oceanografia química pela universidade […]

Leia Mais