De quanto deve ser a multa? A Samarco é a empresa com o quinto maior lucro líquido do Brasil

Diante da extensão do crime, começam a discutir qual o valor mínimo que a Samarco/Vale/BHP deve pagar: R$ 250 milhões, como anunciado pela presidente Dilma Rousseff? Ou 10 bilhões, de acordo com esse especialista?

Tudo ainda parece pouco se considerarmos o imensurável desastre causado:

Não só a Vale é a terceira maior empresa do país, atrás de Petrobras e JBS, como a Samarco está na 67 posição e, mais que isso, apresenta o QUINTO MAIOR LUCRO LÍQUIDO ENTRE TODAS AS EMPRESAS DO BRASIL, com R$ 2,8 BILHÕES SÓ EM 2014, atrás de Ambev, Telefônica, Cielo e Cemig.

A SAMARCO ainda está entre as 20 do país nos seguintes quesitos: maiores EBTIDAS (geração de recursos antes de impostos, juros, depreciação), maiores lucros de atividade e maiores margens líquidas. Os dados estão disponíveis publicamente no relatório Valor 1000 .

Abaixo, um print com as informações completas (clique para ampliar):

fichasamarco

maioreslucrosliquidos

maioresebtidas

maioreslucrosdeatividade

maiores margens liquidas

fichavale

maioresmetalurgiaemineracao

as1000maiores

Maurício Angelo

Jornalista investigativo especializado em mineração, Amazônia, Cerrado, Direitos Humanos e crise climática. Fundador do Observatório da Mineração. Como freelancer, publicou matérias na Mongabay, Repórter Brasil, Intercept Brasil, Pulitzer Center, Thomson Reuters Foundation, Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP), Unearthed, Folha de S. Paulo, UOL, Investimentos e Direitos na Amazônia e outros. Vencedor do Prêmio de Excelência Jornalística da Sociedade Interamericana de Imprensa (2019).

4 thoughts to “De quanto deve ser a multa? A Samarco é a empresa com o quinto maior lucro líquido do Brasil”

  1. Maurício Angelo, belíssimo trabalho jornalístico!!!! Hoje por curiosidade estive pesquisando o mesmo assunto desta sua matéria: quanto deve ser cobrado da Samarco por todos os danos causados? Minha ideia é de que o valor anunciado R$200 milhões é irrisório, diria, vergonhoso. Naturalmente, o valor deve ser levantado com base em perícias diversas, multidisciplinares, com os mais variados enfoques, e que abranjam a universalidade dos impactos. Por curiosidade pesquisei superficialmente em busca de referência de valor associado ao caso da BP de vazamento de petróleo no Golfo do México. Como falei, superficialmente, busquei e colo aqui uma pequena informação: “A limpeza começou pouco depois do acidente e de acordo com a petrolífera, mais de US$14 bilhões já foram gastos para mitigar os efeitos do vazamento. Em setembro de 2014, a empresa recebeu uma multa por “grave negligência ao desastre”. (http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Noticias/Pior-vazamento-de-petroleo-completa-cinco-anos/). Parabéns pelo seu trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *