“Houve negligência e omissão”, diz PGR

12227613_541250986022310_6834641186953841856_n

Força-tarefa nacional do MPF com 7 procuradores foi criada para investigar os danos causados pelo rompimento das barragens Fundão e Santarém, da mineradora Samarco, em Mariana, Minas Gerais.

Enquanto isso, no Espírito Santo, o MPF definiu plano de salvamento de peixes antes que a lama chegue ao estado. E em Minas Gerais, Samarco e Vale já estão sob investigação.

http://bit.ly/1QAS2IA

Maurício Angelo

Jornalista investigativo especializado em mineração, Amazônia, Cerrado, Direitos Humanos e crise climática. Fundador do Observatório da Mineração. Como freelancer, publicou matérias na Mongabay, Repórter Brasil, Intercept Brasil, Pulitzer Center, Thomson Reuters Foundation, Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP), Unearthed, Folha de S. Paulo, UOL, Investimentos e Direitos na Amazônia e outros. Vencedor do Prêmio de Excelência Jornalística da Sociedade Interamericana de Imprensa (2019).

One thought to ““Houve negligência e omissão”, diz PGR”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *