Em parceria com o Intercept Brasil, Observatório mostra a pressão da Vale/BHP para que prefeitos desistam de ações judiciais no Brasil e exterior no caso de Mariana

No Intercept Brasil, acabo de publicar uma reportagem que mostra em detalhes como a Vale/BHP/Samarco pressiona prefeitos de cidades atingidas para tentar faze-los desistir de ações judiciais no Brasil e no Reino Unido. Pela Fundação Renova, as maiores mineradoras do mundo colocaram como condição do pagamento de indenização para os gastos extras que as prefeituras tiveram logo após o rompimento da barragem em Mariana, em 2015, um termo de quitação que veda ações judiciais. A Renova não só descumpriu o acordo de pagamento como surgiu na mesa com este termo, considerado abusivo por todas as partes ouvidas.

Entenda o caso na reportagem especial.

Maurício Angelo

Jornalista investigativo especializado em mineração, Amazônia, Cerrado, Direitos Humanos e crise climática. Fundador do Observatório da Mineração. Como freelancer, publicou matérias na Mongabay, Repórter Brasil, Intercept Brasil, Pulitzer Center, Thomson Reuters Foundation, Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP), Unearthed, Folha de S. Paulo, UOL, Investimentos e Direitos na Amazônia e outros. Vencedor do Prêmio de Excelência Jornalística da Sociedade Interamericana de Imprensa (2019).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *